Estudos Jornalísticos

sábado, abril 22, 2006

[189] Audiências?
Ainda estão por explicar as vantagens de ter um jornalista a ser empurrado e humilhado por adeptos em êxtase pela conquista de um campeonato de futebol.

segunda-feira, abril 17, 2006

[188] Coisas da televisão
Um novo método de combate ao fogo, produzido por uma empresa alemã, e cuja experiência ao vivo mereceu destaque em vários órgãos de comunicação social, não é uma forma dissimulada de publicidade?

quarta-feira, abril 05, 2006

[187] Oh TSF!
Na terça-feira de manhã liguei bem cedo a rádio para saber qual o resultado do Rio Ave - Vitória de Setúbal. Entre as 7 e as 7, 30 horas, não consegui.

[186] Ao menos disfarcem, ok?
Não se pode acreditar em quem faz informação quando não se cumpre critérios mínimos em termos profissionais. Não está em causa a valia de José Carlos Araújo na apresentação do Diário da Manhã da TVI. Mas é bom não esquecer que apresentou "A Quinta das Celebridades" até ao seu final e foi animador das manhãs da Antena 3 (onde fazia publicidade a diversos jogos de computador). Agora, saiu da rádio pública directamente para o programa da manhã da estação. A menos que aquele espaço na programação seja considerado entretenimento, não consigo perceber nada disto.

[185] No Clube desta noite...
Quando o Benfica joga com o Barcelona e a agenda dos media portugueses está dominada pelo futebol, quais são os temas dominantes nos media espanhóis? E se as limitações à liberdade de imprensa são causa de alarme em Portugal, será que o mesmo se passa noutros países da União Europeia como a Itália ou a Grã Bretanha? A partir desta quarta-feira e com a regularidade possível, a comparação de agendas dos media vai ser o tema do programa do Clube de Jornalistas, no Canal 2, numa parceria acordada para o efeito com a Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal (AIEP). Mas, antes disso, António Borga e Ramon Font, Peter Wise e Ricardo Carucci, da direcção da AIEP, falarão da entrega do Prémio Personalidade do Ano 2005 a António Guterres, Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, e dos critérios que presidiram à sua atribuição.