Estudos Jornalísticos

quinta-feira, julho 13, 2006

[207] Uma das muitas faces do jornalismo português

[206] Vende-se informação!
Com que então, o país não ardeu durante o Mundial de futebol? Esta coisa da "informação" está cada vez mais engraçada...

sábado, julho 08, 2006

[205] Jornalistas e Publicidade
Quando uma jornalista experiente como Maria João Avillez responde que "não sei se estou a violar qualquer legislação. Terei de ver isso junto do meu advogado", sobre uma publicidade sua inserta na revista do Expresso...

quinta-feira, julho 06, 2006

[204] Afonso Henriques na comunicação social do século XXI
Concordo que as coisas devem ser feitas dentro da legalidade, ainda para mais tratando-se de uma personalidade única da História de Portugal. Mas, a recusa de última hora do IPPAR em autorizar a abertura do túmulo de Afonso Henriques, depois do pedido ter sido aceite pela delegação regional há algum tempo, não terá a ver com o destaque que a comunicação social deu ao longo do dia a este importante evento?

[203] Fóruns
Ouvir o Fórum TSF sobre futebol – como hoje - pode revelar algo da minha saúde mental, mas não resisto a falar sobre o assunto. Desde os nacionalistas românticos até aos “orgulhosamente sós contra a Europa chauvinista”, de tudo um pouco surgiu naquele espaço. São verdadeiros posts auditivos! Mas, talvez a melhor de todas as intervenções "do povo" tenha sido a de um senhor muito indignado com os franceses e que pedia a intervenção das autoridades políticas nacionais. E continuava: “porque é que os comentadores da SIC não falaram mais do penálti que nos roubaram? Não estou a tirar mérito profissional às pessoas, mas só pergunto porque é que não falaram mais?”.
Ainda me estou a rir…

P. S.: Na Antena Aberta, o tema foi a greve na Função Pública. Fosse uma rádio privada – e/ou a selecção de futebol de Portugal tivesse ganho -, a Antena 1 manteria o mesmo tema?

quarta-feira, julho 05, 2006

[202] Opções...futebolísticas
Hoje, aos 20 minutos depois das 20 horas, já havia publicidade na RTP e na TVI, quando, noutros dias, a informação estende-se até um quarto para as 21. O telejornal é um produto como outro qualquer, e não há diferença entre um Manuel Luis Goucha e um José Rodrigues dos Santos. No intervalo do jogo, lá vieram as opiniões dos treinadores de bancada "espalhados um pouco por todo o país".

terça-feira, julho 04, 2006

[201] Jornalistas que dão opiniões
Num noticiário da Antena 3: "O Diário da República, aquela coisa cinzenta e que ninguém lê"...